Processamento Auditivo: uma introdução

Processamento Auditivo Central (PAC) ou apenas Processamento Auditivo é um termo que faz referência aos processos nos quais estão envolvidas estruturas do sistema nervoso central, como as vias auditivas e o córtex. Sua desordem ocorre quando há um impedimento da habilidade de analisar e/ou interpretar os padrões sonoros.

Ouvir é uma habilidade que depende da capacidade biológica inata e da experienciação do indivíduo no meio ambiente. Este processo torna-se importante no aprendizado da linguagem e quando ocorre um prejuízo, pode acarretar em dificuldades de recepção e expressão.

A avaliação do PAC é útil para diagnosticar o uso correto e eficiente da audição nos indivíduos, ela deve ser realizada posteriormente à avaliação audiológica básica e permite o acesso ao diagnóstico do processo gnósico auditivo do indivíduo, ou seja, o processo envolvido na aquisição de conhecimento dos sons da língua e de suas regras via o sentido da audição, sendo dividido em:

-decodificação: inabilidade em atribuir significado à informação auditiva quanto à análise do sistema de sons da língua;

-codificação: inabilidade em atribuir significado à informação auditiva e associá-la a outras modalidades sensoriais;

-organização: inabilidade em representar eventos sonoros no tempo;

-não-verbal: dificuldade em lidar com os aspectos de prosódia da fala.

A avaliação mede a capacidade do indivíduo em localizar e ordenar sons; reconhecer sons verbais e não verbais; reconhecer sons fisicamente distorcidos e a resolução temporal. Tal procedimento diagnóstico e a terapia das habilidades do Processamento Auditivo, é de uso exclusivo do fonoaudiólogo.

Destaques
Posts Recentes
Procure por

RM 2014