Conhecendo a CIF – Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde


O objetivo geral da classificação é proporcionar uma linguagem unificada e padronizada, além de uma estrutura que descreva à saúde e os estudos relacionados à ela, sendo estes considerados domínios.

Seus componentes são divididos em: funções do corpo, estruturas do corpo, atividades/participação e fatores ambientais. Estes componentes/domínios agrupam as pessoas em determinadas condições de saúde, indicando o que um indivíduo com uma doença, ou transtorno, faz ou pode fazer.

A classificação permite registrar perfis de funcionalidade, incapacidade e saúde dos indivíduos. Foi desenvolvida pela Organização Mundial de Saúde, em 2001, sendo complementar ao uso da CID-10 (Classificação Internacional de Doenças), pois fornece este perfil de funcionalidade e incapacidade associados aos estados de saúde, complementando o “diagnóstico” oferecido pela CID.

Finalizando, em conjunto, ambas as classificações fornecem uma imagem mais ampla e significativa da saúde das pessoas ou da população, servindo para tomada de decisões, descrições, comparações e para o monitoramento da saúde populacional e sua distribuição ao redor do mundo.

Bibliografia:

-CIF - Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde; Organização Panamericana de Saúde, OMS - Organização Mundial da Saúde (Org.). Edusp, 2003.

Destaques
Posts Recentes
Procure por

RM 2014