Fissura palatina


É por volta da nona semana de gravidez que as placas palatinas se fundem, havendo a formação do “céu da boca”. Quando há uma falha nessa fusão, ocorre uma patologia que chamamos de fissura palatina, que pode ser só de lábios, de palato (“céu da boca”) ou total.

Como não foi completada a fusão entre as placas, os lábios e/ou o céu da boca não se fecham completamente, devendo então, após o nascimento, serem realizados procedimentos cirúrgicos para a correção.

Essa patologia é popularmente conhecida como lábio leporino e pode ser causada por fatores hereditários e outros (fatores externos).

A fissura traz como consequência alguns problemas como: atraso no desenvolvimento de fala, problemas articulatórios e hipernasalidade (falar fanhoso), alterando ainda as funções de sucção, mastigação e deglutição.

Sendo assim, tais indivíduos devem ser acompanhados por um profissional fonoaudiólogo.

Bibliografia:

Imagem: https://www.sorrisologia.com.br/noticia/como-e-feita-a-cirurgia-de-fenda-palatina_a2440/1

Texto: Fonoaudiologia na escola. Sacaloski, M; Alavarsi, E e Guerra GR. Princípios de fonoaudiologia com objetivo de orientar os professoras de educação infantil e ensino fundamental, para observar e encaminhar o aluno com algum distúrbio de comunicação. Editora Lovise, 2000.

Destaques
Posts Recentes
Procure por

RM 2014